Contadores Digitais: o que são, e porque os clientes preferem este tipo de profissional

Você certamente já ouviu falar o termo “contadores digitais”, e ficou se perguntando: “O que é isso?

Essa evolução do profissional contábil veio para mudar a forma com que o cliente enxerga o contador, e levar os escritórios de contabilidade tradicionais a patamares jamais vistos antes.

No artigo de hoje entenderemos o que é um contador digital, por que você precisa ser reconhecido como um pelo seu cliente, e qual é o primeiro passo para você se transformar nesse profissional diferenciado!

O que é um contador digital

O contador digital é um termo que usamos para nos referir ao profissional contábil que decidiu usar tecnologias e ferramentas de automação para desempenhar as atividades contábeis.

Ele é o profissional que não está mais “amarrado” a procedimentos ultrapassados, como, por exemplo, manter um arquivo físico, ainda digitar as informações e fazer a conciliação bancária manual. Ele combina seus conhecimentos (adquiridos ao longo dos anos) com habilidades novas em tecnologia para potencializar o seu método de trabalho e melhorar a eficiência, precisão e produtividade do seu escritório.

Existem muitas características que definem o que é ser um contador digital, mas as principais são:

  • Ter uma mentalidade voltada para Analytics, BI e inovação;
  • Não temer a implementação de tecnologias para automatizar processos;
  • Querer mais tempo de qualidade para trabalhar lado a lado com o seu cliente;
  • Se preocupar com a sustentabilidade, abrindo mão da papelada para atuar na nuvem;
  • Ter o desejo de potencializar sua capacidade técnica e analítica com o apoio de IA e Machine Learning.

LEIA TAMBÉM | Inteligência Artificial na Contabilidade: Conheça todos os Benefícios

O que diferencia os contadores digitais dos contadores tradicionais

O que torna os contadores digitais tão únicos é que eles têm no seu “DNA” a capacidade de agir quase que imediatamente e tomar decisões assertivas.

Essa capacidade é alcançada porque eles possuem acesso instantâneo a dados que mostram, com exatidão, onde está um determinado problema ou uma oportunidade. Não só isso, porque contam com o apoio de ferramentas ágeis que deixam sua atuação e seu raciocínio mais lógico.

Para esclarecer melhor o que diferencia os contadores digitais dos demais contadores, vamos dar uma olhada nesses dois exemplos que preparamos: um do João, o nosso contador tradicional e da Ana, a nossa contadora digital!

João, o contador analógico

João é um contador que começa a sua rotina recebendo notas, faturas e outros documentos por e-mail ou malote. Cada um desses documentos precisa ser inserido manualmente no sistema contábil, e João digita todos os detalhes necessários para fazer a contabilidade. Depois que as informações são lançadas, ele organiza um arquivo físico para futura referência ou auditoria.

Para a conciliação bancária, João imprime os extratos bancários mensais e os compara manualmente com as entradas no livro razão. Este processo exige bastante da sua atenção e tempo, e quando encontra uma discrepância dos números, ele precisa resolver tudo manualmente o que consome ainda mais tempo.

Quando vai gerar relatórios, João compila dados financeiros do sistema de contabilidade e utiliza planilhas Excel para organizá-los. Os relatórios, como balanços e demonstrações de resultados, são preparados manualmente, e diversos precisam de cálculos ou até mesmo exigem a criação de gráficos. 

Já na análise de desempenho, João analisa os relatórios gerados pela contabilidade para identificar tendências e anomalias. Toda a sua análise é baseada na sua experiência e conhecimento pessoal, e a preparação de recomendações ao cliente pode levar dias ou semanas.

Ana, a contadora digital

Ana é uma contadora que utiliza um software de contabilidade em nuvem para processar notas fiscais. As notas fiscais são baixadas automaticamente e os dados são extraídos e inseridos no sistema de contabilidade sem intervenção manual. As notas também são armazenadas na nuvem, facilitando o acesso e a organização para auditorias futuras.

Para a conciliação bancária, o software de contabilidade de Ana está conectado diretamente às contas bancárias de seus clientes. As transações bancárias são importadas e conciliadas com o livro razão em tempo real. Diante de qualquer discrepância, o erro é sinalizado imediatamente pelo próprio sistema, permitindo uma resolução rápida dos problemas.

Na geração de relatórios, o software de contabilidade consegue processar os documentos automaticamente com base nos dados já inseridos no sistema. Relatórios como balanços e demonstrações de resultados, por exemplo, são produzidos em minutos, e ainda acompanham gráficos para uma visualização imediata.

Quando se trata da análise de desempenho, Ana utiliza ferramentas de Analytics e Inteligência Artificial para identificar tendências e anomalias. O software também fornece insights e previsões baseados em grandes volumes de dados (históricos e atuais), o que permite que Ana interprete esses insights rapidamente e faça recomendações estratégicas quase que em tempo real ao seu cliente.

Ana mantém o ganho de tempo e de produtividade, pode atender mais clientes com tranquilidade e sem perder sua tão sonhada (e agora conquistada) qualidade de vida.

Ao compararmos a rotina do João e da Ana, podemos ver que ela é praticamente a mesma. O que diferencia o dia a dia dos dois, é a forma como eles atuam e a qualidade dos serviços que conseguem entregar ao cliente.  

Faça como mais de 4.000 contadores

Reduza 80% dos custos e aumente
o faturamento em 40% no primeiro ano

Implante a cultura digital na sua empresa contábil
através da metodologia Contadores Digitais.

O mercado está em busca de contadores digitais. Seja um deles!

No cenário empresarial, falamos muito sobre como o comportamento do consumidor brasileiro mudou nos últimos anos. Eles estão mais exigentes em relação àquilo que consomem, querem um atendimento personalizado e buscam por serviços ágeis.

Temos o hábito de associar o termo “consumidor” apenas ao cliente final, aquele que compra produtos ou serviços para uso pessoal ou familiar. Mas a verdade é que o cliente dos escritórios também faz parte desse novo perfil de consumidores, e veja bem, ele também está mais crítico. 

E uma vez que esses clientes estão mais exigentes, eles não esperam mais que o profissional contábil leve semanas para entregar um balancete ou um demonstrativo de resultado, por exemplo. Eles querem que isso seja feito em questão de minutos porque a situação exige isso. 

Eles também não esperam mais que o contador atue, apenas, como um executor de tarefas administrativas. Eles querem que os profissionais estejam mais presentes e analíticos para ajudá-los a resolver problemas (que podem acontecer de uma hora para outra) e a alcançar resultados financeiros sólidos.

Hoje, ser reconhecido como um contador digital é mostrar ao mercado que a sua atuação vai além dos serviços tradicionais. É mostrar que, em meio a um cenário total de inovação, você é o profissional que está acompanhando todas as mudanças tecnológicas de perto, e está trazendo o que existe de mais moderno em tecnologia para dentro do seu escritório.

Qual o primeiro passo para ser um contador digital

O caminho para ser um contador digital pode assustar no início, pois exige uma mudança de mentalidade e requer investimentos em tecnologias de Business Intelligence, Inteligência Artificial e Analytics

No entanto, não há porque você, contador, sentir medo desse processo. A Contadores Digitais desenvolveu uma metodologia revolucionária capaz de transformar o seu escritório tradicional com contabilidade digital em apenas 8 semanas.

Clique no link abaixo e entre em contato com o nosso time de especialistas para mais informações sobre nosso Programa de Transformação Master (TDM). Aproveite e garanta já sua vaga para as próximas turmas! 

QUERO SER UM CONTADOR DIGITAL!

 

Deixe um comentário